Bananeiras inicia processo de Coleta Seletiva a partir da próxima semana

O município de Bananeiras já iniciou o descarte dos resíduos sólidos no aterro sanitário ecológico, localizado no município de Guarabira, no Brejo Paraibano. Assim, evitando danos ao meio ambiente e à saúde da população. De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, a implantação da Coleta Seletiva deve ser realizada e Bananeiras já se encaminha para dar início a coleta na próxima semana.

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente, a primeira medida será a inclusão dos catadores (associados ou não) no processo de limpeza urbana, que serão cadastrados pelo município para realização da coleta de materiais recicláveis. Após a finalização dos cadastros, o setor de limpeza pública e a Secretaria de Meio Ambiente fará a reorganização do horário da coleta de lixo e indicará o catador responsável por cada área.

Inicialmente, a coleta seletiva acontecerá da seguinte forma: o catador irá passar nas localidades antes da passagem do carro da coleta convencional. Por isso, é necessário que o lixo esteja devidamente separado e colocado na frente da residência.

A Prefeitura pede a colaboração da população, colocando o lixo para fora de casa apenas nos dias do recolhimento e pouco antes dos horários pré-estabelecidos. É importante reforçar que cada morador deve separar os resíduos entre secos e úmidos, de preferência em sacos transparentes, caixas de papelão ou com uma identificação, para facilitar o trabalho dos catadores e evitar qualquer acidente.

Os resíduos recicláveis secos são compostos, principalmente, por metais (como aço e alumínio), papel, papelão, diferentes tipos de plásticos e vidro. Já os rejeitos úmidos, que são os resíduos não recicláveis, são compostos principalmente por resíduos de banheiros (fraldas, absorventes, cotonetes) e outros resíduos de limpeza.

Com a implantação da coleta seletiva o município diminuirá a quantidade de lixo descartado no aterro sanitário – a qual é paga uma quantia por tonelada – diminuindo gastos e pensando no meio ambiente.

Ascom – PMB

COMPARTILHAR